Rádio Observador

Canábis

Canabidiol pode ser poderoso antibiótico, segundo investigação

722

O canabidiol, uma das substâncias da canábis, pode ser um poderoso antibiótico, idêntico a outros que existem no mercado e que combatem infeções como a pneumonia, conclui uma investigação.

A investigação foi apresentada na ASM Microbe, a reunião anual da Sociedade Americana de Microbiologia, em San Francisco

BEA KALLOS/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O canabidiol, uma das substâncias da canábis, pode ser um poderoso antibiótico, idêntico a outros que existem no mercado e que combatem infeções como a pneumonia, conclui uma investigação divulgada este domingo.

A investigação foi apresentada na ASM Microbe, a reunião anual da Sociedade Americana de Microbiologia, em San Francisco, nos Estados Unidos.

O canabidiol é o principal composto químico não psicoativo extraído das plantas de canábis e cânhamo e já é usado no combate a uma forma de epilepsia, além de estar a ser investigado para outros tratamentos, incluindo ansiedade, dor e inflamação. O potencial da droga como antibiótico ainda não foi completamente explorado.

A investigação agora divulgada foi liderada por Mark Blaskovich, da Universidade de Queensland, na Austrália, em colaboração com uma empresa farmacêutica. Os investigadores concluíram que o canabidiol foi eficaz a matar uma ampla gama de bactérias, incluindo as que se tornam resistentes a outros antibióticos, e não perdeu eficácia após tratamento prolongado.

“Dado os efeitos anti-inflamatórios documentados do canabidiol”, com números seguros nos seres humanos, e o potencial para outros fins terapêuticos, “é um promissor novo antibiótico que vale a pena ser investigado”, disse Blaskovich, acrescentando que é “particularmente aliciante” a combinação da atividade antimicrobiana com o potencial para reduzir danos causados pela resposta inflamatória às infeções.

Além da eficácia em tratamentos prolongados, segundo os investigadores o canabidiol também é eficaz na destruição de biofilmes, uma forma física de crescimento de bactérias que leva a infeções difíceis de tratar.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Feminismo

Liberdade p/assar /premium

Alberto Gonçalves
105

O descaramento do MDM e associações similares é infinito. Uma coisa, já de si irritante, é a sensibilidade contemporânea a matérias tão insignificantes que não ofenderiam o antigo arcebispo de Braga.

Natalidade

Como captar os votos de um jovem casal?

Ricardo Morgado

O nascimento de uma criança altera, complemente, a vida de um jovem casal. Para que tal aconteça mais vezes, é essencial que o Estado saiba responder às suas necessidades e a algumas urgências.

Toxicodependência

Fernanda Câncio, a droga não é "cool"

Henrique Pinto de Mesquita

Venha ao Bairro do Pinheiro Torres no Porto. Apanhamos o 204 e passamos lá uma hora. Verá que as pessoas que consomem em festivais não são bem as mesmas que estão deitadas nas ruas do Pinheiro Torres.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)