Foi um “concurso de beleza” invulgar. Na verdade, não foi bem a beleza a ser premiada. Na Califórnia, 19 cães concorreram para o título de “cão mais feio do mundo”. E Scamp foi o vencedor.

A dona de Scamp the Tramp, Yvonne Morones, chama-lhe um “cão rastafari”, devido ao pelo invulgar e despenteado. Scamp é “tio” de dezenas de gatos que vivem num abrigo de animais. Brinca com eles, deixa-os mexer no seu pelo e ajuda-os a tomar banho. E vai também todas as semanas a escolas básicas para ouvir crianças a ler histórias.

A dona de Scamp conta que resgatou o animal num abrigo e que não se arrepende da sua escolha. “No caminho para casa, soube que fiz a escolha certa. Ali estávamos nós, dois desconhecidos num carro a caminho de casa. Foi como se ele soubesse que tinha encontrado a sua nova casa para sempre”, conta Morones.

O prémio de “cão mais feio do mundo” – concurso que já existe há 30 anos – valeu a Scamp 1.500 dólares (cerca de 1.300 euros). O valor será agora distribuído por três abrigos de resgate animal.

Mas Scamp teve uma concorrência feroz. Wild Thang e Tostito ficaram em segundo e terceiro lugar, respetivamente. Pode consultar aqui a lista completa de concorrentes.

Wild Thang arrecadou o segundo lugar

Já Tostito ficou em terceiro

A organização do concurso, que decorreu no Centro de Eventos Sonoma-Marin, explica que o dia é passado a “celebrar as imperfeições que tornam todos os cães especiais e únicos”. Os organizadores salientam que o objetivo não é “gozar com cães ‘feios'” mas sim brincar com “personagens maravilhosas” e mostrar a beleza destes cães.