Rádio Observador

Supercarros

Model 3 contra Giulia QF, BMW M3 e Mercedes C63S

Qual será a berlina da gama média mais rápida? A Top Gear apressou-se a esclarecer esta dúvida, comparando o Tesla Model 3 Performance ao Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio, BMW M3 e Mercedes-AMG C63S.

A versão integral do comparativo entre estas quatro superberlinas vai ser revelada numa próxima edição do programa Top Gear mas, até lá e para nos deixar de água na boca, os ingleses divulgaram um pequeno excerto do vídeo. Gravado num aeródromo, em pista estiveram três modelos com motor a gasolina, com potências entre 431 e 510 cv, contra um quarto elemento com dois motores eléctricos que totalizam 480 cv, possuindo tracção às quatro rodas. A questão que se coloca, pelo menos neste vídeo inicial, é saber qual é o mais rápido numa prova de aceleração.

Para evitar que o Tesla vencesse com grande avanço sobre os adversários, o que aconteceria caso se tratasse de um arranque de 0-100 km/h, 0-200 km/h ou no quarto de milha (cerca de 402 metros), Chris Harris, o ensaiador de serviço, decidiu elevar a parada, propondo uma prova de arranque de meia milha. Isto equivale ir de 0 a 804 metros, distância que deverá permitir aos mais rápidos ultrapassar os 220 km/h.

Um comparativo motivado pelo tweet de Elon Musk, o CEO da Tesla

De recordar que o Model 3 Performance tem 480 cv, ou seja, mais 49 cv do que o BMW M3, mas menos 30 cv do que o Alfa e o Mercedes, ambos com 510 cv. Mas o Tesla tem um peso de 1.935 kg, muito mais do que os 1.635 kg do BMW, 1.695 kg do Alfa Romeo e 1.755 kg do Mercedes.

Com cada cavalo a “puxar” 4,0 kg, o Model 3 deveria perder facilmente para todos os rivais. É possível que as quatro rodas motrizes, o que consegue ao montar um motor por eixo, lhe assegurassem alguma vantagem nos primeiros metros, enquanto a concorrência optasse por perder tempo ao deixar patinar as rodas ou preferisse que o controlo de tracção modulasse a potência do motor. Mas, após os primeiros metros, os 3,32 kg/cv do Giulia deveriam permitir-lhe vencer, à frente dos 3,44 kg/cv do AMG C63S e dos 3,79 kg/cv do M3.

O Tesla arranca à frente e aí permanece, mas o Mercedes AMG começa a recuperar quando se aproxima a fasquia dos 200 km/h e acaba por ultrapassar o Model 3, em cima da linha de meta e pela margem mínima. Nada mau para a versão mais potente do Classe C, com um preço de 122.300€, a uma distância considerável dos 69.700€ do Tesla.

O terceiro mais rápido nos 804 metros é o Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio, proposto por 100.600€, com o BMW M3 a ficar em 4º, ele que era o único que já não está em comercialização (aguarda-se a chegada do novo M3). Mas tendo como exemplo o M4, com mecânica similar mas carroçaria de apenas duas portas, pode estimar-se um preço em redor dos 118.000€.

Resta aguardar pelo programa de televisão, onde a Top Gear deverá também ter comparado a capacidade de travagem e a eficácia em curva.

Comparador de carros novos

Compare até quatro, de entre todos os carros disponíveis no mercado, lado a lado.

Comparador de carros novosExperimentar agora

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)