O secretário-geral do PCP recusou esta quinta-feira a ideia de existirem afastamentos ou dispensas de alguns deputados mais visíveis das listas de candidatos da CDU às eleições legislativas, reiterando “confiança” para a “batalha” de outubro.

Em causa estão nomes como o da dirigente de “Os Verdes” Heloísa Apolónia ou dos parlamentares comunistas Rita Rato e Jorge Machado, por exemplo, que deixaram de constar em lugares anteriormente considerados elegíveis para concorrerem por círculos eleitorais em que a coligação não tem conseguido lugares no parlamento, como Leiria, Europa ou Viana do Castelo, respetivamente.

Jerónimo de Sousa discursava numa sessão pública da Coligação Democrática Unitária (CDU) no Largo do Intendente, em Lisboa, tendo efetuado as habituais críticas à política de direita e às imposições da União Europeia que considera que o Governo do PS continua a seguir, sublinhando os “avanços conseguidos a pulso” pela intervenção da CDU na presente legislatura.