O avançado Bruma assinou por cinco épocas com o PSV Eindhoven, com o internacional português a assinalar que está a seguir “os passos de Romário e Ronaldo”, duas referências do futebol mundial, já retirados.

O clube holandês confirmou esta sexta-feira a chegada do extremo, de 24 anos, que estava ao serviço do Leipzig e chegou a ser noticiado como possível reforço do FC Porto.

“Agora sou jogador do PSV, seguindo os passos de Romário e Ronaldo”, disse o português, em alusão aos dois antigos internacionais brasileiros, que se notabilizaram também na equipa de Eindhoven, antes de vestirem a camisola do FC Barcelona.

Em declarações ao site oficial do PSV na Internet, Bruma falou ainda da felicidade de estar no clube de Eindhoven: “O PSV esteve sempre de olho em mim. Espero dar o próximo passo na minha carreira e ansioso por voltar a ser chamado novamente à seleção portuguesa”, justificou o futebolista, formado no Sporting e que passou também por Galatasaray e Real Sociedad.

O PSV, vice-campeão holandês na última época, atrás do Ajax, encara como uma mais-valia a chegada do internacional luso.

Tem qualidades fantásticas e encaixa perfeitamente no nosso estilo de jogo. Tem só 24 anos, mas muita experiência. Esteve em diferentes ligas e sabe o que é preciso para jogar a um nível internacional”, elogiou o treinador, Mark van Bommel.

O técnico adiantou que Bruma era um jogador referenciado e que, muitas vezes, pode não existir uma primeira oportunidade financeira para chegar a esses alvos do clube, mas que pode surgir, posteriormente, uma nova hipótese.

“Quando um jogador está no nosso radar, claro que tentamos assinar com ele quando a oportunidade bate à porta. Estávamos preparados para lhe oferecer um contrato e estamos felizes por ter escolhido o PSV, num acordo com benefícios mútuos”, acrescentou van Bommel.