Rádio Observador

Justiça

Investigação ao Moto GP 2012 no Autódromo do Estoril revela buraco de 2,6 milhões

654

Departamento de Investigação e Acção Penal de Sintra descobriu que desapareceram das contas de 2010 e 2011 mais de 2,6 milhões de euros relativos a subsídios.

MÁRIO CRUZ/LUSA

Há dados novos sobre a investigação que o Ministério Público lançou em 2016 ao negócio em torno do Moto GP de 2012, que se realizou no Autódromo do Estoril. O jornal Público adianta na sua edição deste domingo que a investigação, atualmente a cargo do Departamento de Investigação e Ação Penal de Sintra, revelou que desapareceram das contas de 2010 e 2011 mais de 2,6 milhões de euros relativos a subsídios.

O Público recorda que o negócio da realização do Moto GP de 2012 no Estoril (uma das provas dos mundial da mais importante categoria de motociclismo de velocidade) pode ter lesado o Estado em em cerca de seis milhões de euros.

O Estado detém a 100% a empresa Circuito do Estoril, através da Parpública.

“Os investigadores querem agora saber porque é os 2,6 milhões foram inicialmente contabilizados, quem é que os contabilizou e se houve intenção de falsear as contas para possibilitar a realização do Moto GP de 2012”, escreve o jornal.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)