Seis bairros da cidade de Guadalajara, no México, ficaram cobertos de gelo depois de um tempestade de granizo nunca antes vista ter atingido a cidade. As autoridades falam numa altura de 2 metros de gelo, com carros soterrados e vários estragos em casas em estabelecimentos comerciais.

A Proteção Civil tenta nesta altura limpar a cidade com maquinaria pesada, como descreve esta segunda-feirao jornal The Guardian. Pelo menos 200 200 alojamentos familiares e estabelecimentos comerciais foram atingidos pela tempestade, que chegou mesmo a arrastar automóveis. Alguns carros ficaram mesmo soterrados.

Embora as autoridades não tenha, para já, registo de feridos, pelo menos duas pessoas mostraram “sinais precoces de hipotermia”, disse aos jornalistas o porta-voz da Proteção Civil.

Enrique Alfaro, governador do estado de Jalisco, cuja capital é Guadalajara, disse que nunca uma situação semelhante tinha sido registada na cidade.

“Começamos a perguntar-nos sobre se a mudança climática é real. Estes são fenómenos naturais nunca antes vistos”, afirmou.

Nos últimos dias, a cidade localizada no norte do México tem registado temperaturas de verão a rondar os 30.º. Tem sido comum a ocorrência de tempestades de granizo sazonais, mas não há registo de nenhuma com estas dimensões.