A cozinha da unidade de Santo Tirso do Centro Hospitalar do Médio Ave (CHMA) foi encerrada na semana passada pela Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) e reabre até sexta-feira, informou esta terça-feira a administração daquele estabelecimento de saúde.

Em comunicado enviado à agência Lusa, o CHMA confirmou a exigência da ASAE de “pintura da cozinha” do hospital onde, frisou, “não são confecionadas refeições”, mas apenas empratadas, e que ditou o seu encerramento na sexta-feira.

“A responsabilidade pela manutenção das condições de trabalho naquela área é da empresa a quem o CHMA adjudicou o fornecimento de alimentação”, lê-se na nota de imprensa que informa ainda que “a pintura do teto vai iniciar-se amanhã [quarta-feira], pelo que é expectável que a cozinha reabra ainda esta semana”.

Frisando que o “fornecimento de refeições aos doentes não foi – nem será – afetado pois são, desde há vários anos, preparadas na unidade de Vila Nova de Famalicão” daquele hospital, e depois transportadas para Santo Tirso, a administração daquela unidade de saúde beneficia do apoio da Santa Casa da Misericórdia de Santo Tirso para preparar as bebidas.

“O regresso à normalidade está previsto para a próxima quinta ou sexta-feira”, acrescenta o comunicado.

A Lusa tentou obter uma reação da ASAE, mas, até ao momento, não foi possível.