A Opel actualiza o Astra, concentrando-se no essencial: consumos e, por tabela, emissões. Daí que as mudanças operadas no compacto alemão incidam mais no conteúdo do que propriamente na forma.

Dotado com uma nova linha de motores e transmissões, o renovado Astra beneficia ainda de uma aerodinâmica mais apurada (o Cx baixa de 0,27 para 0,25 na Sports Tourer, sendo de 0,26 no hatchback), o que lhe permite apresentar-se como “o mais eficiente de sempre”. O reclamado estatuto é consubstanciado em números, com a Opel a anunciar os mais baixos consumos e emissões de sempre no Astra. Por comparação com as anteriores versões, as reduções chegam aos 19%, em grande parte graças às novas mecânicas, todas elas tricilíndricas e sobrealimentadas, que passam a estar sob o capot.

Na oferta a gasolina, o cliente pode optar entre o 1.2 Turbo com potências de 110, 130 ou 145 cv, mas sempre associado a uma caixa manual de seis relações, ou pelo 1.4 Turbo, também com 145 cv mas acoplado a uma caixa de variação contínua CVT com sete velocidades. Segundo a Opel, as novas versões de 110 cv, 130 cv e 145 cv baixam os valores de consumo de combustível e de emissões de CO2 em cerca de 5%, 19% e 15%, respectivamente.

A gasóleo, a representação fica entregue ao 1.5 turbodiesel, que se declina em dois níveis de potência, 105 e 122 cv, podendo a versão mais possante trocar a caixa manual de seis relações pela nova transmissão automática de nove velocidades (uma estreia no Astra).

A segurança sai igualmente reforçada nesta actualização, passando o Astra a integrar uma nova câmara dianteira de alta definição, com proveito para os sistemas de segurança, designadamente a detecção de peões (e não apenas de carros) e um reconhecimento mais amplo dos sinais de trânsito. Há ainda uma nova câmara traseira associada ao sistema de informação e entretenimento Multimedia Navi Pro, que capta imagens com melhor definição e contraste, mesmo em ambientes de fraca luminosidade.

No interior, o destaque vai para a nova instrumentação – semelhante à do Insignia – e para os novos sistemas de infoentretenimento, todos eles compatíveis com Android Auto e Apple CarPlay.