Pedro Costa, o filho de António Costa, contratou três amigos pessoais para serem seus assessores nas juntas de freguesia de São Domingos de Benfica e Campo de Ourique, noticia a Sábado.

O filho do primeiro-ministro conta que um dos amigos — Daniel Nunes — foi contratado para desempenhar várias tarefas, como gestão de projetos, serviços de assessoria e supervisão da higiene urbana. Em São Domingos de Benfica, Daniel Nunes, que é licenciado em Cultura e Comunicação, ganhou 15 mil euros num ano.

Pedro Costa passou depois para a Junta de Campo de Ourique. E voltou a chamar Daniel Nunes. Aí, o salário do amigo passou a ser de 1.300 euros por mês. O filho do primeiro-ministro assegura, contudo, que a amizade não interferiu na escolha de Daniel Nunes.

Costa diz que o amigo ficou com o controlo da higiene urbana porque o próprio não tinha disponibilidade para supervisionar essa área — isto apesar da sua formação nada ter a ver com essa área. “Grande parte do trabalho deste pelouro é verificar no terreno a limpeza das ruas. Andar na rua a ver o que está limpo e o que não está. Eu não consigo dedicar-me a isso a 100 por cento, até porque tenho outros pelouros”, explica o filho do primeiro-ministro português à Sábado.

Pedro Costa admite também que contratou mais dois amigos — que também são militantes da Juventude Socialista e do PS — para trabalhar consigo: Hugo Vieira da Silva e Bruno Rodrigues. O filho de António Costa garante que “está confortável” com a situação e recorda que os cargos são de confiança política.