O líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão, admitiu esta quinta-feira viabilizar as mudanças às leis laborais, atualmente em debate na Assembleia da República, desde que tenham o apoio da concertação social.

“O PSD apoiará qualquer proposta, seja do PS seja de outro partido, desde que ela tenha o apoio da concertação social. É esse o princípio do PSD nas leis laborais”, disse o deputado, no final de uma reunião da bancada social-democrata, em que esta legislação esteve em discussão.

Fernando Negrão afirmou-se favorável, em termos muitos genéricos, a soluções nesta legislação que sejam as “mais adequadas para o mercado de trabalho”.

Em 27 de junho, no grupo de trabalho que está a discutir esta legislação, os deputados do PS e PSD aprovaram o alargamento do período experimental de 90 para 180 dias para trabalhadores à procura de primeiro emprego e desempregados de longa duração, mas a norma travão proposta pelos socialistas foi chumbada.

O alargamento do período experimental de 90 para 180 dias para trabalhadores à procura de primeiro emprego e desempregados de longa duração proposto pelo Governo foi aprovado com os votos a favor do PS e do PSD, a abstenção do CDS e é contestada pela esquerda, PCP e Bloco de Esquerda.