O Papa Francisco decidiu canonizar o frade e beato português Bartolomeu dos Mártires, anunciou este sábado o Vaticano, na sua página oficial na internet. Na sua página, a Arquidiocese de Braga revela que a cerimónia da canonização decorrerá em 10 de novembro.

A Santa Sé anunciou que a decisão foi aprovada na sexta-feira pelo Papa, durante uma audiência concedida ao Prefeito para a Congregação dos Santos, cardeal Angelo Becciu.

Francisco “alargou à Igreja Universal o culto litúrgico em honra do beato Bartolomeu dos Mártires, da Ordem dos Frades Pregadores, do Arcebispado de Braga”.

Segundo a Arquidiocese, a 20 de Janeiro, o Papa Francisco, em audiência à Congregação para a Causa dos Santos, “tinha concedido a autorização necessária à dispensa do milagre formalmente demonstrado para a declaração de santidade do beato Bartolomeu dos Mártires”.

O Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, entregou a 5 de fevereiro de 2015 ao Papa Francisco um dossier sobre a vida do antigo arcebispo de Braga, formulando o pedido de canonização equipolente (dispensa do milagre).

Autarca de Viana do Castelo destaca amor que frei Bartolomeu dos Mártires teve pela cidade

O presidente da Câmara Municipal de Viana do Castelo congratulou-se este sábado pelo anúncio da canonização de frei Bartolomeu dos Mártires, sepultado no concelho, salientando o amor que o novo santo da Igreja teve por esta cidade.

“Foi com grande alegria e emoção que tomei conhecimento da declaração de Sua Santidade o Papa Francisco em declarar Santo D. Frei Bartolomeu dos Mártires. Hoje é um grande dia para a Igreja, para a Igreja portuguesa e em particular para a Diocese de Viana do Castelo”, considerou José Maria Costa, numa mensagem enviada à Lusa.

“D. Frei Bartolomeu dos Mártires amou profundamente Viana e quis ficar sepultado em Viana do Castelo. Hoje, o povo de Viana e o povo da nossa ribeira estão em festa, pois têm uma enorme devoção e carinho por este novo Santo que, para eles, já o era há muitos anos”, acrescentou o autarca de Viana do Castelo.

Também o bispo diocesano de Viana do Castelo, Anacleto Oliveira, se congratulou com o anúncio, destacando que vai celebrar em 18 de julho uma missa em sua honra, na Igreja do Convento de São Domingos (Paróquia de Monserrate), onde está sepultado.

Em comunicado, Anacleto Oliveira diz sentir uma “profunda emoção e gratidão, por ver concretizado algo que os cristãos do Alto Minho há muito esperavam e desejavam”.

O bispo destaca também que a canonização ocorre numa altura em que a igreja diocesana de Viana do Castelo celebra 40 anos da sua fundação.

Bartolomeu dos Mártires (nascido Bartolomeu Fernandes) nasceu em Lisboa em 03 de maio de 1514 e faleceu em Viana do Castelo em 16 de julho de 1590.

Pertenceu à Ordem dos Pregadores e foi arcebispo de Braga entre 1559 e 1582, tendo tido uma participação importante no Concílio de Trento, como um elemento destacado da ala renovadora da Igreja de então.

Bartolomeu dos Mártires foi declarado venerável em 23 de março de 1845, pelo papa Gregório XVI, e beato, em 04 de Novembro de 2001, pelo papa João Paulo II.