Doze pessoas morreram na explosão de oleoduto que ocorreu, na quinta-feira, na sequência de uma tentativa de roubo de combustível em Lagos, indicaram esta terça-feira as autoridades nigerianas.

Duas pessoas tiveram morte imediata e os restantes 10 sucumbiram às queimaduras no hospital, indicou um responsável do Ministério da Saúde.

A explosão, que aconteceu na zona de Ijegun, na capital económica da Nigéria, causou ainda duas dezenas de feridos e destruiu mais de 30 veículos.

“Devido à gravidade das queimaduras sofridas pelos feridos, alguns queimados a 100%, registámos 10 mortos”, indicou Titilayo Gonçalves, secretário-geral do ministério.

Os outros feridos encontram-se na unidade de cuidados intensivos e a sua condição é estável, acrescentou.

A explosão de oleodutos causada durante tentativas para retirar combustível é frequente na Nigéria, causando em regra vítimas mortais.