O excêntrico milionário norte-americano, do Texas, Ross Perot morreu na manhã desta terça-feira, aos 89 anos. A família emitiu um comunicado onde apelida Ross Perot de “empresário visionário”.

“Ross Perot, o empresário visionário, marido, irmão, pai e avô muito amado, morreu ao início desta terça-feira na sua casa de Dallas, rodeado pela família”, pode ler-se na nota.

Ross Perot chegou a concorrer à presidência norte-americana em duas ocasiões. Em 1992, desafiou George W. Bush e Bill Clinton com uma candidatura independente. Quatro anos mais tarde, em 1996, o milionário voltou a concorrer à liderança norte-americana, mas os resultados não foram tão bons como na primeira tentativa. Apesar de se ter retirado durante a corrida às eleições de 1992, conseguiu ainda regressar a tempo de conquistar 19% dos votos dos americanos, contra os 38% de George W. Bush e os 43% de Clinton.

Com uma carreira construída em torno da tecnologia e dos computadores, Ross Perot foi oficial da marinha norte-americana, lutou pela educação e contra as drogas e é descrito por muitos como um “filantropo milionário”. Além dos milhões gastos durante as campanhas para presidente dos Estados Unidos da América, dedicou ainda parte da sua fortuna a ajudar militares. Em 1969 tentou mesmo fazer chegar aos prisioneiros de guerra americanos no Vietname comida e medicamentos.

Ross Perot tem uma fortuna, avaliada pela Forbes, em 4.100 milhões de dólares.