Rádio Observador

Hóquei em Patins

Portugal goleia Chile mas termina fase de grupos no segundo lugar atrás da Argentina

106

Portugal fechou fase de grupos do Mundial com goleada frente ao Chile (9-4) mas vitória folgada da Argentina com a Colômbia relegou Seleção para o segundo lugar. Itália será o adversário nos quartos.

Portugal terminou grupo B no segundo lugar atrás da Argentina com uma diferença de dois golos para os sul-americanos

Rui Manuel Fonseca

A vitória de Portugal no desempate nas grandes penalidades depois do empate no encontro frente à Argentina foi positivo mas, na verdade, só poderia servir para dar vantagem à Seleção Nacional numa conjugação um pouco mais complicada onde teria de haver uma igualdade no final da última jornada nos pontos e nos golos. Assim, o conjunto de Renato Garrido, a entrar primeiro no rinque nesta derradeira ronda do grupo B, tinha um único objetivo: ganhar com o maior número de golos possível. No final, Portugal fechou o encontro com uma goleada frente ao Chile por 9-4, ainda assim insuficiente para garantir a liderança do grupo B depois da vitória folgada da Argentina diante da Colômbia esta noite (7-1).

Depois de um arranque onde a pressa de inaugurar o marcador acabou por ser má conselheira, e onde o Chile até conseguiu ir saindo da pressão mais alta de Portugal com alguma qualidade (Nelson Filipe evitou mesmo o golo de Nico Rodríguez), um remate de meia distância de Jorge Silva acabou por abrir em definitivo o encontro a dez minutos do intervalo. A resistência dos sul-americanos estava de vez quebrada e, depois de mais um desconto de tempo para cada uma das formações, João Rodrigues, único português a atuar no estrangeiro, encostou da melhor forma após assistência de Rafa para o 2-0 aos 21′.

Portugal estava melhor e tinha entrado em definitivo na zona pretendida, a insistir na meia pista dos chilenos e a criar sucessivas oportunidades que iram sendo travadas por Felipe Quintanilla, mas bastou uma distração no setor recuado para o Chile conseguir mesmo reduzir a desvantagem por Marc Figa (24′). Dentro do último minuto antes do intervalo, Hélder Nunes, de novo a explorar a boa meia distância, atirou cruzado para o 3-1 com que se atingiria o final dos 25 minutos iniciais.

No segundo tempo, Renato Garrido quis alterar a entrada da equipa em campo e a Seleção Nacional correspondeu, com dois golos de rajada de Hélder Nunes no seguimento de um livre direto após cartão azul a Nico Fernández e de uma jogada coletiva com passe decisivo de Jorge Silva antes do remate final (28′). Também no seguimento de um livre direto após cartão azul a Jorge Silva, Nico Fernández reduziu para 5-2 (31′) mas um tiro fortíssimo de Gonçalo Alves voltou a colocar Portugal por cima no jogo (36′), bisando na partida apenas dois minutos depois. Hélder Nunes, a cinco minutos do final, aumentou para 8-2 e completou o póquer no jogo antes do caso do jogo com azuis a Jorge Silva e Renato Garrido, neste caso por protestos, que deu a Felipe Márquez a possibilidade de fazer o 8-3 de livre direto já com Ângelo Girão na baliza antes de Rafa aumentar para 9-3 em underplay (46′) e Márquez bisar para o 9-4 final numa altura em que as duas equipas já estavam ambas com cinco jogadores (47′).

Esta noite, e conhecendo já o resultado de Portugal, a Argentina goleou também a Colômbia e por uma margem que lhe permitiu assegurar o primeiro lugar do grupo B, fugindo assim no plano teórico ao cruzamento com a Espanha nas meias-finais. Carlos Nicolia (Benfica), Reinaldo Garcia (FC Porto) e Pablo Alvarez (Barcelona) bisaram no triunfo por 7-1. No grupo A, e depois da surpreendente vitória da França frente à Itália por 4-2, a Espanha fechou o grupo A só com vitórias após derrotar Angola (6-2).

Desta forma, são já conhecidos dois dos quatro jogos dos quartos do Campeonato do Mundo: Portugal vai defrontar a Itália, que terminou a fase de grupos no terceiro lugar após perder com Espanha e França, ao passo que a França terá pela frente o Chile. Já a Espanha irá encontrar o vencedor do jogo entre Colômbia e Suíça, enquanto a Argentina aguarda o desfecho da partida entre Angola e Moçambique. Em caso de triunfo nos quartos, Portugal cruza com o vencedor do Espanha-Colômbia/Suíça.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: broseiro@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)