O bebé de 14 meses que foi internado na quarta-feira depois de consumir haxixe e cocaína está estável e livre de perigo, confirmou ao Observador o diretor clínico do Hospital de Gaia e Espinho, José Pedro Moreira da Silva.

O bebé está agora internado no serviço de pediatria, depois de ter estado 24 horas sob observação nas urgências. Moreira da Silva adianta ainda que o hospital sinalizou as entidades responsáveis pela proteção de menores. O diretor clínico disse ao Observador que o caso não estava sinalizado antes e será agora acompanhado pela Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Gaia Sul.

A criança entrou nas urgências do hospital pelas 4h30 de quarta-feira. Foi a mãe do bebé que ligou para o INEM. Apresentava apatia e convulsões e tinha ingerido estupefacientes, nomeadamente haxixe e cocaína. E tinha ainda sinais de desnutrição grave.