Rádio Observador

Caso Lava Jato

Intercept divulga ficheiros de som atribuídos ao procurador da Lava Jato em que este comemora proibição de entrevista a Lula

112

O site The Intercept publicou nesta terça-feira áudios sobre o caso Lava Jato. Neles, Deltan Dallagnol, procurador da operação, alegadamente comemora a proibição de entrevista ao ex-presidente Lula.

Procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, é o protagonista dos últimos áudios vazados pelo site The Intercept

JAVIER CAAMANO/EPA

O site The Intercept revelou na terça-feira um ficheiro de áudio, que pertence alegadamente ao procurador da operação Lava Jato Deltan Dallagnol, em que este comemora a proibição de uma entrevista ao ex-Presidente Lula da Silva, em setembro passado.

“Caros, o Fux [juiz] deu uma liminar [ordem judicial provisória] suspendendo a decisão do Lewandowski [juíz] que autorizava a entrevista [a Lula], dizendo que vai ter que esperar a decisão do plenário. Agora não vamos alardear isso, não vamos falar para ninguém. Vamos manter [em segredo], ficar quieto, para evitar a divulgação o quanto possível. Porque quanto antes for divulgado, mais rápido haverá recurso do outro lado [defesa de Lula]”, declarou Dallagnol no início do ficheiro de áudio.

“O pessoal pediu para não comentarmos publicamente e deixar que a notícia surja por outros canais para evitar precipitar recurso de quem tem uma posição contrária à nossa. Mas a notícia é boa, para terminar bem a semana, depois de tantas coisas ruins. É para terminar bem o final de semana. Abraços”, comemorou o procurador da Lava Jato, em conversa com outros agentes do Ministério Público Federal.

O ficheiro de áudio, revelado pelo The Intercept, terá sido divulgado na noite de 28 de setembro do ano passado, num grupo de conversação na aplicação Telegram, e dizia respeito ao veto do Supremo Tribunal Federal (STF) ao pedido do jornal Folha de S.Paulo para entrevistar o ex-chefe de Estado Lula da Silva, preso desde abril de 2018.

Esta é a primeira vez que o portal de jornalismo de investigação liderado por Glenn Greenwald divulga um ficheiro de áudio, após ter começado a publicar, há precisamente um mês, mensagens de texto entre promotores e juízes brasileiros, que podem colocar em causa a imparcialidade do juíz do Lava Jato, a maior operação contra a corrupção do Brasil.

De acordo com o The Intercept, na manhã do dia 28 de setembro de 2018, a poucos dias das eleições presidenciais no país, a imprensa noticiou que o magistrado do STF Ricardo Lewandowski autorizara Lula a conceder uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Logo após essa notícia, segundo o portal de jornalismo de investigação, os procuradores mostraram-se preocupados com o facto de Lula poder falar, e trataram de delinear estratégias para evitar a entrevista.

“Ando muito preocupada com uma possível volta do PT [Partido dos Trabalhadores], mas tenho rezado muito para Deus iluminar a nossa população para que um milagre nos salve”, escreveu Anna Carolina Resende, que integrava a equipa de investigação da Lava Jato, ao qual Deltan Dallagnol respondeu: “Reza sim. Precisamos como país”.

Na mesma conversa no grupo de conversação na aplicação Telegram, a procuradora Laura Tessler apontou que o direito do ex-Presidente era uma “piada” e “revoltante”, classificando as conversas reveladas como “um verdadeiro circo”.

Já o procurador Januário Paludo partilhou no grupo possíveis estratégias para impedir a entrevista de Lula.

“Plano a: tentar recurso no próprio STF, possibilidade Zero. Plano b: abrir para todos jornais fazerem a entrevista no mesmo dia. Vai ser uma zona (confusão) mas diminui a chance de a entrevista ser direcionada”, afirmou o procurador.

Procurada pelo Intercept, a Operação Lava Jato do Paraná declarou que “as supostas mensagens atribuídas a integrantes do grupo de trabalho são oriundas de crime cibernético e não puderam ter o seu contexto e veracidade verificados”.

“Diversas dessas supostas mensagens têm sido usadas, editadas ou descontextualizadas, para embasar falsas acusações que contrastam com a realidade dos factos”, afirmou a Lava Jato em comunicado.

Desde o dia 09 de junho que o The Intercept tem vindo a publicar — agora também em conjunto com outros órgãos de imprensa brasileiros — o conteúdo de mensagens que obteve de uma fonte anónima e que colocaram em causa a imparcialidade da operação Lava Jato.

Os diálogos obtidos apontam para irregularidades na operação, principalmente as mensagens trocadas entre o procurador Deltan Dallagnol e o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sergio Moro, e indicam que os próprios promotores da Lava Jato tinham sérias dúvidas sobre a qualidade das provas contra o ex-Presidente Lula da Silva.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)