Rádio Observador

Justiça

Mãe da antiga secretária de Álvaro Amaro apanhada pela PJ a destruir documentos da câmara

5.371

SIC avança que mãe de uma ex-secretária de Álvaro Amaro foi apanhada pela PJ a destruir dezenas de documentos da Câmara da Guarda. Eurodeputado do PSD é arguido no processo Rota Final.

RUI FARINHA/LUSA

O atual eurodeputado social-democrata Álvaro Amaro, que foi presidente da Câmara da Guarda, é suspeito de ter cometido ilegalidades quando estava à frente da autarquia, tendo sido constituído arguido no processo Rota Final. Foi ouvido pela PJ e sujeito ao pagamento de uma caução de 40 mil euros, mas acabaria por tomar posse na mesma, no passado dia 2 de julho, como deputado do Parlamento Europeu. Esta sexta-feira, a SIC avança com mais um pormenor da história: uma funcionária do hospital da Guarda foi apanhada a destruir, na secção de pessoal do hospital, dezenas de documentos relativos à câmara municipal. Relação entre os dois casos? A funcionária é mãe da então secretária pessoal de Álvaro Amaro na autarquia. De acordo com o JN, trata-se de Ana Maria Paixão, mãe de Catarina Paixão, ex-secretária de Amaro.

Segundo conta a SIC, a chefe daquele serviço do hospital deu conta da eliminação de papéis e, quando se apercebeu que eram alheios à instituição de saúde, reportou à administração do hospital. O episódio seguiu para a PJ, que foi chamada ao local e que recolheu todos os documentos retalhados numa tentativa de os reconstruir. Segundo a mesma estação televisiva, a PJ acredita agora tratar-se de contratos e de troca de correspondência relativa à câmara da Guarda.

A funcionária do hospital ainda não foi chamada pela PJ, mas sabe-se pelo menos que é mãe de uma antiga secretária da presidência da Câmara da Guarda. O elo familiar terá sido o suficiente para a PJ estar a equacionar a possibilidade de ter havido tentativa de destruição de provas e obstrução à justiça numa altura em que a gestão da autarquia está sob suspeita.

No passado dia 12 de junho, a Polícia Judiciária realizou buscas a 18 câmaras municipais do Norte e Centro de Portugal, sendo a operadora de transportes públicos Transdev também uma das visadas. Entre essas câmaras estava a câmara da Guarda. “A investigação visa esclarecer os termos em que o Grupo Transdev obteve contratos e compensações financeiras com autarquias das zonas Norte e Centro do país”, dizia-se na altura.

Em causa estão indícios de tráfico de influência, participação económica e corrupção, entre outros crimes.

A notícia foi editada a 22 de julho com o nome da funcionária do hospital e da ex-secretária de Álvaro Amaro, revelado pelo JN. A versão original deste artigo foi objecto de um direito de resposta que pode ler aqui.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)