O Pentágono anunciou, esta segunda-feira, que o secretário da Defesa em exercício nos Estados Unidos, Mark Esper, foi oficialmente nomeado para o cargo pelo Presidente norte-americano, Donald Trump.

Mark Esper vai submeter-se na terça-feira a uma audiência de ratificação no Senado.

Esper tornou-se chefe do Pentágono de forma interina em 18 de junho depois de Donald Trump anunciar que o seu antecessor no posto, Patrick Shanahan, decidiu não se submeter ao escrutínio do Senado após assumir o cargo de forma provisória desde 01 de janeiro.

De acordo com o próprio Shanahan, a sua decisão foi tomada porque não querer expor a sua família a um julgamento público.

Nascido em 1964, Mark Esper formou-se em Ciências na Academia Militar de West Point, aos 23 anos, antes de ingressar no Exército como oficial de infantaria, o que o levou a participar da primeira Guerra do Golfo.

Depois de uma longa carreira nos setores público e privado, em novembro de 2017, Esper juntou-se ao Pentágono como secretário das Forças Armadas para administrar os recursos e preparar os 1,4 milhões de soldados que fazem parte do Exército.

Uma vez oficialmente nomeado pela Casa Branca e apesar de estar atualmente a exercer funções como chefe do Pentágono, Esper deve regressar ao seu posto como secretário das Forças Armadas até ser confirmado no cargo.

Enquanto isso, será o secretário da Marinha, Richard Spencer, que, por ser o mais alto funcionário na Defesa, assumirá o lugar, tornando-se no terceiro chefe do Pentágono este ano.