Rádio Observador

Macroeconomia

Olympus instala em Coimbra centro de reparações da Europa, Médio Oriente e África

258

A empresa de tecnologia com sede em Tóquio adquiriu um terreno de mais de 25 mil metros quadrados e vai construir "um novo edifício que irá ser o principal centro de reparações desta área".

A Olympus Service Facility Portugal emprega 137 colaboradores e com esta expansão das novas áreas de serviço está planeada a criação de novos e variados postos de trabalho no novo centro de reparação

PAULO NOVAIS/LUSA

O parque tecnológico de Coimbra (Coimbra iParque) vai receber o “principal centro de reparações da Olympus na Europa, Médio Oriente e África”, anunciou nesta segunda-feira a Câmara Municipal.

De acordo com nota do município enviada à agência Lusa, esta empresa, “líder na área de equipamentos médicos, soluções científicas e máquinas fotográficas”, planeia “criar um número significativo de novos postos de trabalho em Coimbra durante os próximos cinco anos”.

Na manhã desta segunda-feira, nos Paços do Município de Coimbra, na presença do presidente da autarquia, Manuel Machado (PS), “foi assinada a escritura que vai possibilitar a construção pela Olympus de um novo edifício que irá ser o principal centro de reparações desta área de negócio na Europa, Médio Oriente e África”.

Foi esta manhã assinada a escritura para a aquisição, pela Olympus, de um terreno no iParque com 25.500 metros quadrados para a construção de um edifício que vai permitir estabelecer as bases de uma expansão significativa das capacidades de reparação da empresa na Europa, Médio Oriente e África, tendo Coimbra como sede desta operação”, lê-se na mesma nota.

Atualmente, diz a Câmara, a Olympus Service Facility Portugal “emprega 137 colaboradores e com esta expansão das novas áreas de serviço está planeada a criação de novos e variados postos de trabalho no novo centro de reparação”.

O iParque esteve representado na escritura desta segunda-feira pelo novo conselho de administração, eleito em janeiro de 2019 e constituído pelo presidente, Victor Baptista, e pelos vogais, Rui Alírio e António Santana e Silva. A Olympus esteve representada pelo diretor-geral da Região Ibérica, Emili Ripolles, e pelo diretor do Serviço de Reparação para a Área Médica, Christoph Wittler.

“O objetivo da Olympus é tornar-se a nível global na empresa líder em tecnologias médicas. O novo edifício irá ser o principal centro de reparações desta área de negócio na Europa, Médio Oriente e África”, salientou Emili Ripolles, num comunicado difundido esta segunda-feira pela Olympus, empresa com sede em Tóquio.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)