Dark Mode 79,6 kWh poupados com o MEO
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Hoje é um bom dia para mudar os seus hábitos. Saiba mais

Este ano, não haverá Milhões de Festa. Décima edição adiada para 2020

O festival de música alternativa e emergente de Barcelos comemoraria este ano a sua décima edição, mas autarquia e organização "acordaram não realizar o festival". Há regresso prometido em 2020.

i

A piscina do festival é outro dos pontos de interesse, além das propostas musicais emergentes e alternativas

Gonçalo Delgado/Global Imagens

A piscina do festival é outro dos pontos de interesse, além das propostas musicais emergentes e alternativas

Gonçalo Delgado/Global Imagens

O festival de música alternativa e emergente Milhões de Festa não se vai realizar este ano. A décima edição do festival de Barcelos — contabilidade feita a partir da implantação do festival na cidade, depois de uma passagem por Braga — estava prevista para este verão, mas foi adiada para 2020. A informação foi revelada esta terça-feira pela organização, através de um comunicado enviado aos jornalistas e através de uma publicação nas redes sociais.

Os motivos para que o festival não aconteça este ano não foram identificados claramente no comunicado, que refere apenas que “o município de Barcelos e a Lovers & Lollypops, parceiros e co-produtores do Milhões de Festa desde 2010, acordaram não realizar o festival em 2019, adiando para 2020 a décima edição desta colaboração”.

Ao fim de nove edições ininterruptas, a autarquia e a empresa consideram ter chegado o momento de reflectir sobre o espaço que o evento ocupa no panorama nacional e, com base nisso, redefinir a sua missão e estratégia. Trata-se de uma pausa que terá em conta o sucesso das nove edições realizadas em Barcelos e que em nada compromete o trabalho e a história do evento”, aponta o comunicado.

Lembrando que desde 2010 passaram pelo Milhões de Festa artistas e bandas como Electric Wizard, Alt-J (que posteriormente atingiram um grande grau de popularidade), Connan Mockasin, Squarepusher, Graveyard, Jacco Gardner, Boogarins, Earthless, Shame, Michael Rother, Sons of Kemet, The Comet is Coming, faUSt & Gnod e Nubya Garcia, “entre muitos outros”, a organização descreve o festival como tendo sido ao longo destes anos “referência obrigatória para melómanos, curiosos e apreciadores de música”.

No ano passado, em entrevista ao Observador de antecipação à última edição, o organizador Joaquim Durães recordou a história do festival e lembrou o que norteou o seu nascimento: ” Havia algumas sonoridades que na altura não estavam bem representadas ou não estavam de todo representadas nos festivais portugueses. Sentíamos que tínhamos algo interessante a propor e um público disponível para receber as nossas propostas.”

Não há festa como esta: a história do Milhões

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.