O músico e ativista sul africano Johnny Clegg morreu em Joanesburgo na tarde desta terça-feira. Aos 66 anos, Clegg lutava contra um cancro no pâncreas desde 2015.

“É com imensa tristeza que confirmamos que o Jonathan (Johnny) Clegg cedeu ao cancro no pâncreas”, disse uma declaração em nome da família, citada pelo Independent Online.

“Johnny deixa pegadas profundas nos corações de todas as pessoas que se consideram africanas. Ele mostrou o que era assimilar e abraçar outras culturas sem perder a identidade”, acrescentou o comunicado, pedindo ainda que “a privacidade da família seja respeitada durante este período difícil”.

O mesmo comunicado informa que a família realizará um funeral privado, mas que será anunciado brevemente um momento em que o público terá a oportunidade de prestar a sua homenagem.