Rádio Observador

Crime

Nova Iorque. Jovem matou a namorada e partilhou fotos do cadáver na internet, pedindo desculpa

161

Bianca Devins e Brandon Clark conheceram-se nas redes sociais há dois meses. O jovem de 21 anos cometeu o homicídio e mostrou fotos do cadáver em várias redes e aplicações. Ameaçou ainda suicidar-se.

A rapariga de 17 anos era conhecida no mundo online por participar em aplicações para jogadores

Cortesia da família de Bianca Davis

Bianca Devins, de apenas 17 anos, foi assassinada no domingo pelo namorado, que conheceu há dois meses no Instagram. O jovem, Brandon Clark, de 21 anos, partilhou depois imagens gráficas do cadáver da rapariga em várias redes sociais e escreveu: “Desculpa Bianca”.

A Polícia de Utica, em Nova Iorque, recebeu várias chamadas às 7h20 da manhã de domingo, noticia a CNN. Testemunhas alertaram as autoridades e disseram que viram um homem a tentar suicidar-se. Há ainda órgãos de comunicação locais que dizem ter sido o próprio homicida a chamar as autoridades.

Quando a polícia chegou ao local, o jovem começou a ferir-se no pescoço com uma faca. Clark foi depois detido e operado de urgência.

A polícia encontrou o cadáver da rapariga ao lado de um carro. O jovem de 21 anos partilhou imagens do corpo da namorada no Instagram antes de a polícia chegar e escreveu um pedido de desculpas pelo que fez. Enviou também fotografias para duas aplicações online dedicadas a gaming.

“Cremos que ele tirou e distribuiu fotografias do cadáver na plataforma Discord (um chat dedicado a jogadores online)”, informou a polícia de Utica em comunicado. Membros deste chat que viram as imagens também alertaram as autoridades.

O casal tinha ido a um concerto em Nova Iorque no sábado à noite. O assassinato terá acontecido na sequência de uma discussão já durante a madrugada.

A conta de Instagram de Clark foi entretanto fechada mas, segundo a CTV News, as stories mostravam uma série de eventos que começavam com o suspeito a conduzir durante a noite e terminavam com as imagens do cadáver da rapariga. Pelo meio, Clark terá escrito: “Aqui vem o Inferno. É uma redenção, certo?”. O Facebook já informou que removeu o conteúdo da página da vítima.

Brandon Clark foi acusado de homicídio qualificado na segunda-feira à noite e deverá sobreviver aos ferimentos.

A família de Bianca emitiu um comunicado onde descreve a rapariga como “uma artista talentosa, uma irmã, filha e prima amada e uma jovem maravilhosa”. A irmã da vítima também usou as redes sociais para se despedir da jovem.

Bianca Devins tinha terminado o ensino secundário há pouco tempo e ia entrar na faculdade ainda este ano, explicou a família.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Identidade de Género

Minorias de estimação /premium

Laurinda Alves
341

No dia em que as casas de banho das escolas forem obrigatoriamente abertas a rapazes e raparigas de todas as idades, as agressões vão escalar e a “pressão dos pares” poderá ser ainda mais perversa.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)