O parlamento encerra, na sexta-feira, a legislatura com uma reunião plenária que começa às 9h00, para vários debates e uma “maratona” de votações, e deverá prolongar-se, no total, sete a oito horas, até às 17h00.

A conferência de líderes desta quarta-feira decidiu que a reunião de sexta-feira terá uma pausa para almoço, entre as 13h30 e as 15h00, período em que se farão as votações regimentais que ocuparão entre 200 a 300 páginas.

O cálculo de a sessão terminar entre as 16h00 e as 17h00 foi feito durante a conferência de líderes.

Um dos temas em debate será o relatório da II Comissão Parlamentar de Inquérito sobre a gestão e recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, aprovado por unanimidade pelos deputados da CPI na noite desta quarta-feira.

Também nesta quarta-feira foram aceites, para votação, mas sem tempos de debate, projetos de resolução da comissão de Assuntos Europeus e duas alterações, uma do PSD e outra do CDS, a limites e nomes de freguesias, segundo informaram aos jornalistas os deputados António Carlos Monteiro e Sandra Pontedeira, secretários da mesa.

A próxima reunião do parlamento, com a sua comissão permanente, o órgão que substitui o plenário da Assembleia da República em período de férias, está agendada para 11 de setembro, antecedida, na véspera, 10 de setembro, de uma conferência de líderes.