Mais de 20 milhões de pessoas visitaram Macau no primeiro semestre, um aumento de 20,6% face a igual período do ano passado, indicam dados oficiais divulgados nesta segunda-feira.

Entre janeiro e junho, o número de excursionistas (10.798.806) e de turistas (9.485.827) aumentou 34,2% e 8,2%, respetivamente, em termos anuais, totalizando 20.284.633 de visitantes, segundo a Direção dos Serviços de Estatísticas e Censos (DSEC).

Por visitante entende-se qualquer pessoa que tenha viajado para Macau por um período inferior a um ano, um termo que se divide em turista (aquele que passa pelo menos uma noite) e excursionista (aquele que não pernoita).

Nos meses em análise, os visitantes permaneceram em Macau por um período médio de 1,1 dias, menos 0,1 dias, em termos homólogos.

A maioria dos visitantes que entraram em Macau, no primeiro semestre, vieram do interior da China (14.314.457), mais 22,3% face à primeira metade do ano passado.

Já os visitantes da Coreia do Sul (450.140), de Hong Kong (3.694.910) e de Taiwan (535.597) cresceram 6,2%, 23,2% e 2%, respetivamente.

Segundo a DSEC, os visitantes dos EUA (106.790), da Austrália (48.447), do Canadá (39.723) e do Reino Unido (30.693) também cresceram, comparando com o primeiro semestre de 2018.

Só no mês de junho, visitaram Macau mais de três milhões de pessoas, um aumento de 18,9% em relação ao período homólogo do ano passado.

No último mês, o número de turistas (1.528.419) e o de excursionistas (1.567.434) aumentou 5,7% e 35,4%, respetivamente, em termos anuais, totalizando 3.095.853 visitantes em Macau, de acordo com a DSEC.