Rádio Observador

Jovens

Quase 800 portugueses vão participar no maior encontro de escuteiros do mundo

4.017

Dos 45 mil escuteiros que se esperam na 24.ª edição do 'World Scout Jamboree', quase 800 serão portugueses. O maior encontro de escuteiros do mundo acontece de 22 de julho a 2 de agosto.

O 'World Scout Jamboree' acontece de quatro em quatro anos

MIGUEL A. LOPES/LUSA

Quase 800 jovens portugueses vão participar no ‘World Scout Jamboree’, o maior encontro de escuteiros do mundo, que vai acontecer nos Estados Unidos, entre 22 de julho e 2 de agosto, informou a Federação Escutista de Portugal.

Os participantes portugueses pertencem ao Corpo Nacional de Escutas, ligado à Igreja Católica, e à Associação de Escoteiros de Portugal e, pela primeira vez, o encontro vai contar com um restaurante onde todos os dias se vão servir pratos típicos portugueses.

Na 24.ª edição do ‘World Scout Jamboree’ vão participar 45 mil escuteiros de todo o mundo, que vão “acampar num dos maiores centros escutistas mundiais – o Summit Bechtel Reserve, no Estado da Virgínia Ocidental”, lê-se num comunicado.

“Desbloquear um novo mundo” é o tema do encontro, segundo o ‘site’ oficial do evento, que convida os jovens a desbloquear novas aventuras, culturas e amizades, dando-lhes a oportunidade de “explorar novos horizontes e de se desenvolverem física e intelectualmente”.

Este encontro “vai contar com o tradicional espaço de fé e crenças, onde os jovens podem crescer em tolerância”, além de poderem participar em atividades de BTT, arborismo, mergulho, skate, trilhos pedestres e slide.

Um dos “pontos altos do acampamento é o dia das culturas” que é “dedicado à partilha e troca cultural entre os participantes de 150 países”, refere o mesmo comunicado.

O ‘World Scout Jamboree’ acontece de quatro em quatro anos e “reúne jovens do mundo para promover a paz e a compreensão mútua”, lê-se no ‘site’ oficial do encontro.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Jovens

Salvar o ambiente, mas saber tratar a avó /premium

Ruth Manus
1.851

Teletransportados daquele “inútil” ambiente familiar para seus ricos núcleos (ou bolhas) de debates, terminam por ser um corpo presente na mesa e uma ausência gritante naquele raro momento de partilha

Combustível

O mundo ao contrário /premium

João Pires da Cruz

Se o seu depósito é mais importante do que aquilo que os pais deste bebé sentiram quando lhes disseram que o filho deles morreu instantes depois do nascimento, é porque tem o mundo ao contrário.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)