O novo “comboio Autoeuropa” vai regressar em meados de 2020, anunciou a empresa de transporte ferroviário de mercadorias Medway (antiga CP Carga). Este comboio vai permitir o transportes de componentes entre Portugal e Alemanha, nomeadamente de e para a fábrica de automóveis do grupo Volkswagen em Portugal, noticiou o Dinheiro Vivo.

Os custos com os motoristas e o aumento do preço dos combustíveis no transporte rodoviário pode levar a uma maior procura do transporte ferroviário. Mas Carlos Vasconcelos, presidente do conselho de administração da Medway, considera que para este comboio ser viável terá de ser diário.

O comboio, já batizado de Vasco da Gama, “poderá servir o Norte de França, Bélgica e Holanda”, disse Carlos Vasconcelos. Mas, por enquanto, ainda não está definida a cidade de partida de Portugal.

O “comboio Autoeuropa” original teve início em 2012, fruto de um acordo entre Portugal, Espanha e Alemanha, mas acabou por ter um fim prematuro porque França criou dificuldades na circulação. Carlos Vasconcelos espera que estas dificuldades não se verifiquem agora que existe um centro europeu de coordenação de tráfego ferroviário, conforme disse à Revista Cargo.

A Medway surgiu da privatização da CP Carga há quatro anos. No balanço apresentado aos jornalistas, a empresa diz que já investiu 25,4 milhões de euros, a maior parte em equipamento (nomeadamente quatro locomotivas). A empresa revelou ainda que a dívida, neste período, caiu de de 97 para 51 milhões de euros.