O Presidente da República vai visitar Mação e Vila de Rei, os concelhos mais afetados por incêndios ao longo do último fim de semana, esta sexta-feira, confirmou o próprio à margem da apresentação do livro “Deem-nos alguma coisa em que acreditar. O discurso do 10 de Junho e outros textos” de João Miguel Tavares. Marcelo Rebelo de Sousa já tinha prometido visitar os locais atingidos pelos fogos depois de estarem extintos.

Marcelo promulgou um diploma que prolonga o mandato do observatório criado para analisar a atuação das entidades responsáveis no combate aos incêndios. Mas espera que outras instituições “formulem o seu juízo” sobre o que aconteceu nos distritos de Santarém e Castelo Branco no fim de semana — e que queimou em dois dias uma área maior do que a que havia sido dizimada pelo fogo desde o início do ano.

“Vou pronto para ouvir o que se passou. Eu disse que, enquanto durasse o combate, a prioridade era o combate. Terminado o combate, compreender o que se passou. Vou ouvir aquilo que têm para dizer aqueles que estiveram envolvidos nesse combate conjunto. Certamente haverá a hipótese várias instituições a olharem para o que aconteceu e a formularem o seu juízo. Acabei de promulgar um diploma que prolonga até ao final do ano o mandato do Observatório criado para esse efeito. Mas há outras instituições que o podem fazer”, anunciou.