A Câmara Municipal do Porto quer proceder a uma recolha obrigatória das trotinetes a partir das 22 horas e vai atribuir licenças (não renováveis) por cinco anos, segundo o Dinheiro Vivo.

Até 21 de agosto está em consulta pública um novo regulamento para estes veículos. A primeira proposta da Câmara foi contestada por três operadores, pela Deco e por especialistas em mobilidade. Algumas sugestões foram aceites, mas o município avançou com novas sugestões.

Entre as propostas estão a atribuição de licenças pagas, não renováveis, por cinco anos – na primeira proposta, eram três. Os operadores poderão ter, no máximo, 700 veículos nas estradas, só podendo aumentar para 900 trotinetes ou bicicletas com acordo prévio do município.

As propostas para regulamento deverão entrar em vigor em outubro.