Rádio Observador

Lisboa

Medina anuncia que projeto de requalificação da Praça do Martim Moniz não vai avançar

373

Fernando Medina anunciou que o projeto, que previa a construção de estabelecimentos comerciais em contentores, já não vai avançar. Os tapumes vão ser retirados e praça vai voltar a estar como estava.

O projeto de requalificação do Martim Moniz tem gerado alguma polémica. Em fevereiro, foi formado um cordão humano em torno da praça como forma de protesto

JOSÉ SENA GOULÃO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O projeto de requalificação da Praça do Martim Moniz, que previa a construção de estabelecimentos comerciais em contentores, não vai avançar, anunciou esta quinta-feira o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina. O chefe do executivo municipal deu conta da “decisão de não avançar com o projeto que tinha sido apresentado e de se iniciar um processo de concurso de ideias” para a “reconfiguração da praça do Martim Moniz” na reunião pública da autarquia, a decorrer esta tarde nos Paços do Concelho.

Fernando Medina (PS) admitiu que “por detrás do debate” decorrido nos últimos meses, marcado por muitas críticas de autarcas e moradores, “está uma preocupação legítima e profunda com a cidade, que é o facto de a cidade de Lisboa se ter alterado muito nos últimos anos” e a Baixa lisboeta se ter transformado “num espaço de pressão turística”. “Eu identifico-me com estas posições. Acho que têm sentido. Acho que são uma leitura que importa valorizar sobre o estado atual da cidade de Lisboa”, reforçou.

O autarca salientou que, “ao longo destes últimos meses”, o executivo tem procurado uma “solução que sirva bem a cidade de Lisboa”, adiantando que tem havido um diálogo com o promotor e que não vai haver “uma rescisão unilateral do contrato” de concessão da Praça do Martim Moniz. Relativamente às compensações financeiras a pagar pelo município, Medina disse que ainda não é possível quantificar e que em setembro essa questão será tornada pública.

O presidente da autarquia adiantou ainda que, para já, vão ser retirados os tapumes e a praça do Martim Moniz vai ficar tal como estava. “Acho que esta é uma boa solução para a cidade. Uma boa solução para o Martim Moniz. Não me custa rigorosamente nada mudar de ideias, até porque acho que quando as mudamos para melhor é bom que isso aconteça”, reforçou Medina.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Combustível

Os motoristas e o mercado

Jose Pedro Anacoreta Correira

Quando o Governo não consegue instrumentalizar politicamente os sindicatos, passa ao ataque. A luta e defesa dos trabalhadores é só para trabalhadores do Estado e filiados na CGTP.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)