Se está a pensar, um destes dias, irritar uma mulher no trânsito, talvez seja melhor pensar duas vezes, pois pode sair-se mal da experiência. Basta pôr os olhos no caso que teve lugar em Homestead, próximo de Miami, na Florida, episódio esse que foi devidamente documentado pelo telemóvel de um transeunte e publicado no Viral Hog.

Não há muitas informações sobre o que aconteceu, nem sobre os motivos que levaram uma condutora a perder a cabeça. Pode ter havido uma disputa anterior no trânsito que ficou mal resolvida, ou alguma troca de palavras menos agradável. O que é certo é que a condutora terá perseguido o condutor de um Range Rover e, assim que o descobriu estacionado, arrumou o seu Toyota vermelho em cima do passeio e passou à acção, munida de uma lata de spray e de um martelo. Ferramentas mais que suficientes para deixarem o SUV britânico irreconhecível.

Entre grafitar a preto um veículo branco, para realçar ainda mais o contraste, e acertar-lhe com o martelo em tudo o que era vidros e faróis, a mulher não se inibiu em demonstrar o seu desejo de vingança. E, para que o condutor não se limitasse a substituir apenas uns vidros para pôr o carro como novo, fez questão de distribuir umas marteladas de forma sistemática em todos os painéis da carroçaria. Aproveitou ainda o facto de a viatura estar aberta para entrar a bordo e pintar bancos, tablier e portas.

Os actos de vandalismo terminaram quando apareceram as autoridades. Os polícias – primeiro um e depois mais dois, sob a ameaça de uma arma (que parecia um taser) – dominaram a condutora, sem que esta tenha oferecido grande resistência à autoridade. Abandonou o local algemada, possivelmente acalmada pela sensação de “dever” cumprido.