O contexto era atípico: devido às condições climatéricas, o adversário nas meias-finais seria apenas conhecido na manhã do jogo. Assim, esta manhã, Cedrik-Marcel Stebe derrotou Thomas Fabbiano em três sets (6-4, 2-6 e 6-4) e ficou apurado para o encontro com o português. E também aqui foi tudo atípico, com duas quebras de serviço logo a abrir antes de uma interrupção por causa da chuva. O tempo lá permitiu o jogo foi reatado. Com João Sousa a começar melhor, com o alemão a acabar por cima.

Depois de conseguir fechar o primeiro set com 6-3, o vimaranense perdeu o segundo parcial por 6-1 mas entrou no terceiro set com tudo em aberto para garantir aquela que poderia ser a sua 11.ª final num torneio ATP. Entre breaks, contra breaks e pontos de break não concretizados, Sousa acabou por não conseguir evitar a derrota, que fechou com 6-2.

Cedrik-Marcel Stebe vai agora defrontar na final deste domingo o espanhol Albert Ramos Viñolas, que derrotou o compatriota Pablo Andújar por 7-6 (7-3) e 6-4.

De recordar que, no caminho até às meias-finais, João Sousa tinha derrotado o belga Steve Darcis (6-4 e 6-4), o italiano Gian Marco Moroni (6-4 e 6-4) e o espanhol Roberto Bautista Agut (4-6, 6-3 e 7-5), semi-finalista em Wimbledon.