Pelo menos 17 pessoas morreram nesta terça-feira e 12 ficaram feridas na sequência da queda de uma avioneta numa zona residencial perto de Rawalpindi, cidade nas proximidades de Islamabad.

O gabinete de comunicação do exército paquistanês indicou que os cinco tripulantes e 12 civis morreram no acidente.

“Um pequeno avião do exército paquistanês caiu perto da cidade de Rawalpindi, durante um treino de rotina”, informou, em comunicado.

O balanço anterior dava conta de cinco mortos e 20 feridos.

Um porta-voz da polícia do aeroporto de Islamabad Nazir Hussain, disse que o acidente ocorreu durante a madrugada, na localidade de Mora Kalu. “Muitas casas ficaram danificadas”, afirmou.

O exército adiantou que equipas de socorro civis e militares estão no local do acidente, onde deflagrou um incêndio causado pelo acidente.

Os feridos foram transportados para hospitais, indicou.

Um dos mais graves acidentes aéreos no Paquistão ocorreu em 2015, quando morreram os embaixadores das Filipinas e da Noruega e as mulheres dos representantes diplomáticos da Malásia e da Indonésia, que viajavam num helicóptero militar.

O país asiático viveu em 2010 uma das piores tragédias aéreas quando 152 pessoas morreram no acidente de um avião em Islamabad.