Cristiano Ronaldo foi esta quarta-feira anunciado como candidato ao prémio de Melhor Jogador do Ano da FIFA, mais conhecido como The Best. O português da Juventus, que terminou a temporada com três troféus coletivos (Serie A e Supertaça, além da Liga das Nações por Portugal), foi o único português entre os nomes revelados pelo órgão que tutela o futebol mundial.

De recordar que, nas três edições anteriores, Cristiano Ronaldo conquistou por duas vezes o galardão: em 2016, à frente de Messi e Antoine Griezmann; em 2017, superando de novo Messi e também Neymar. No ano passado, Luka Modric, que viria a ganhar também a Bola de Ouro, foi o vencedor, batendo o avançado português e Salah.

Nos nomeados de 2018/19 existem três grandes “vencedores” coletivos: o Liverpool, campeão europeu que conta com três jogadores, sendo o clube mais representado; o Ajax, que chegou à meia-final da Liga dos Campeões com De Ligt e De Jong (que entretanto saíram para Juventus e Barcelona, respetivamente); e a Holanda, país que coloca três nomes na lista.

Além do avançado, foram também distinguidos Frenkie De Jong (Ajax/Holanda), Matthijs de Ligt (Ajax/Holanda), Eden Hazard (Chelsea/Bélgica), Harry Kane (Tottenham/Inglaterra), Sadio Mané (Liverpool/Senegal), Kylian Mbappé (PSG/França), Lionel Messi (Barcelona/Argentina), Mohamed Salah (Liverpool/Egito) e Virgil Van Dijk (Liverpool/Holanda).