Rádio Observador

Mobilidade urbana

Meio bicicleta eléctrica, meio carrinho de carga

103

É altamente provável que, em breve, os veículos de transporte de carga convencionais venham a ser impedidos de circular nos centros das cidades. Daí que surjam cada vez mais propostas eléctricas.

Autor
  • Observador

Tudo indica que, num futuro não muito longínquo, os veículos de transporte convencionais com motor de combustão vão ser impedidos de aceder aos grandes centros urbanos. O objectivo é melhorar a qualidade do ar que se respira, reduzindo partículas, NOx e enxofre, entre outros poluentes. Daí que a maioria dos construtores esteja a avançar com veículos de carga eléctricos, de diferentes dimensões e capacidades, para servir as necessidades de todo o tipo de empresas.

O recente Oxford EV Summit confirmou esta tendência, revelando algumas propostas interessantes, acessíveis e, como importa, nada poluentes. Uma das mais interessantes foi o EAVan, uma mistura curiosa entre um (muito) pequeno furgão de carga e uma bicicleta eléctrica.

De acordo com o fabricante, Adam Barmby, responsável técnico e fundador da EAV, a ideia que presidiu à concepção do EAVan foi que fosse utilizável por todo o tipo de pessoas: “Juntámos a capacidade de carga de um pequeno furgão com uma bicicleta eléctrica, para que o motor eléctrico ajudasse ao esforço do ciclista ao pedalar.” Com a bateria que actualmente possui e o motor eléctrico, o EAVan não exige um atleta, antes pelo contrário, para levar a carga ao seu destino.

O EAVan tem uma capacidade de carga de 120 kg e o objectivo é deslocá-la a uma velocidade de 25 km/h. Um valor que se adequa ao centro das cidades, o que lhe vai permitir utilizar mesmo as vias pedonais.

Simples de fabricar e com mercado assegurado, resta ver quanto tempo medeia até que também engenheiros portugueses se dediquem a produzir este tipo de produtos, que lidam com facilidade com as necessidades de empresas que precisem de deslocar mais volume do que peso.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Estilo de Vida

Um vício anacrónico

Rui Martins

Num padrão de vida urbano, com uma saída de fim-de-semana por mês e trabalhando e vivendo em Lisboa, ter carro e não o substituir pelo transporte público ou mobilidade partilhada é um vício anacrónico.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)