Há uma aldeia no Fundão, distrito de Castelo Branco, onde o atendimento ao público da Junta de Freguesia e o serviço de correios acontece dentro de uma capela com a imagem de Nossa Senhora de Fátima. Até 2014, esses serviços funcionavam no primeiro andar do edifício da autarquia, em Aldeia Nova do Cabo. A partir desse ano, para facilitar o acesso dos idosos às instalações, o atendimento e os CTT passaram para o rés-do-chão, onde fica uma capela que em tempos pertenceu ao Conde de Aragão e Tondela.

Em declarações ao Jornal do Fundão, que conta o insólito, Manuel Malícia Trindade, presidente da freguesia, explica que a capela costumava acolher o Museu da Música, que a banda local usava para ensaiar. Depois, “por forma a facilitar o acesso das pessoas”, a disposição do edifício foi alterada: o museu passou para o primeiro andar; e o atendimento ao público e os CTT foram colocados na capela.

Em 2014, a capela já não era usada para oração há longos anos. Mas como a imagem de Santa Cecília que estava originalmente na capela foi entregue à banda da freguesia e passou para o primeiro andar, onde fica o museu, por ser a padroeira dos músicos, o presidente decidiu comprar uma imagem de Nossa Senhora de Fátima para a substituir. “União de Freguesias de Fundão, Valverde, Donas, Aldeia de Joanes e Aldeia Nova do Cabo”, justificou o autarca ao jornal local.

Segundo Malícia Trindade, os cidadãos “agradeceram muito a mudança”, que já aconteceu há cinco anos mas que se tornou mais conhecida país fora após a publicação de uma imagem da capela nas redes sociais por Fernando Ambrósio, um dos funcionários dos CTT. A imagem mostra embalagens de cartão ao lado da imagem da Nossa Senhora de Fátima, como pode ver aqui em baixo. E brinca com a situação: “CTT numa capela privada? Já havia correio normal, azul, registado, etc. Passou a haver correio abençoado? Paga-se o porte e reza-se para que os CTT voltem à esfera pública”.

Fernando AmbriosoNão não é brincadeira de mau gosto, nem se trata de um milagre…O posto dos CTT em Aldeia Nova do…

Posted by António Carvalho on Wednesday, July 17, 2019

O presidente da Junta já respondeu às provocações: “Para que as pessoas entendam, este edifício é todo da junta de freguesia e a capela faz parte. E por uma questão de acessibilidades passou-se o atendimento da freguesia e do posto dos CTT do primeiro piso para o rés do chão”. A seguir, desvaloriza as críticas: “As pessoas da aldeia aceitaram a mudança, feita em 2014, sem quaisquer problemas e até gostam porque olham mais vezes a capela privada”, garante o autarca ao Jornal do Fundão.

“Estou sempre protegido e sempre guardado”

Embora se diga surpreendido com a dimensão que a publicação sobre esta capela tomou, Malícia Trindade não se queixa da fama que a imagem levou a Aldeia Nova do Cabo: “Desde que a imagem foi publicada que mais pessoas estão a ir às nossas instalações e aproveitam para visitar o nosso Museu da Música. Se isto servir para atrair pessoas, então que seja”. No entanto, em entrevista à Renascença, diz acreditar que é tudo produto da “silly season”: “Agora não há futebol, tem que se falar noutras coisas”, comenta.

Para o presidente da freguesia, não há nada de errado em colocar um secretariado autárquica dentro de uma capela: “O Convento do Seixo, em ruínas aos anos, há pouco tempo fui lá almoçar… Foi um almoço celestial, porque a zona de refeição e bar é na própria capela. Não vai nenhum mal ao mundo quando estes edifícios são reparados em benefício das pessoas”, defendeu em conversa com a Renascença.

A presença da imagem de uma santa nas instalações da Junta de Freguesia também não incomoda os funcionários, conta Ricardo Fernandes: “Nunca ninguém questionou a presença da Nossa Senhora de Fátima, oferecida pelo presidente da Junta. Estou sempre protegido e sempre guardado”. E especula: “Isto deve ter surgido de alguma motivação eleitoral”.

A população parece concordar. Maria da Conceição, de 70 anos, afirmou à Renascença que os serviços “estão bem instalados”: “Dá-nos muito jeito. Eu venho do Fundão pagar aqui o telefone. Vimos aqui medir a tensão, os diabetes, buscar as reformas, sou abençoada em todo o lado, vou pedir a Deus para não tirarem nada da capela”.