O filme “Vitalina Varela”, do realizador português Pedro Costa, vai ser exibido, em setembro, no 57.º Festival de Cinema de Nova Iorque, cuja primeira seleção de filmes foi anunciada esta terça-feira.

“Vitalina Varela”, que fará a estreia mundial no Festival de Cinema de Locarno (Suíça), no próximo dia 14, integrado na competição internacional, é incluído no festival de Nova Iorque com a garantia de distribuição no circuito norte-americano no começo de 2020, pela distribuidora independente Grasshopper Film.

Depois de ter contado com a participação da cabo-verdiana Vitalina Varela no filme anterior, “Cavalo Dinheiro” (2014), Pedro Costa dedica-lhe agora o mais recente trabalho.

Esta é a história de uma mulher que viveu grande parte da vida à espera de ir ter com o marido, Joaquim, emigrado em Portugal. Sabendo que ele morreu, Vitalina Varela chegou a Portugal três dias depois do funeral dele, lê-se na nota de imprensa da produtora do filme, a Optec Filmes.

Em 2015, o cinema do realizador português foi alvo de uma retrospetiva precisamente no Lincoln Center, à boleia da estreia de “Cavalo Dinheiro”.

Na altura, o diretor de programação deste centro, Dennis Lim, dizia que “Pedro Costa é um mestre contemporâneo. Simplificando, ninguém faz filmes como ele, seja na metodologia radical, seja nos resultados arrebatadores”.

Além de “Vitalina Varela”, o festival de Nova Iorque selecionou este ano também “Liberté”, filme do realizador espanhol Albert Serra, integralmente rodado em Portugal.

O festival, não competitivo e que decorrerá no Lincoln Center, abrirá a 27 de setembro com “The Irishman”, de Martin Scorsese, produzido pela plataforma Netflix, e encerrará com “Motherless Brooklyn”, segunda incursão do ator Edward Norton na realização.

O festival exibirá ainda filmes que em setembro já foram mostrados ou premiados noutros festivais, como “Bacurau”, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, “Parasite”, de Bong Joon-ho, e “Atlantique”, de Mati Diop, todos premiados em Cannes.

O Festival de Cinema de Nova Iorque, que nas próximas semanas revelará a restante programação, decorrerá de 27 de setembro a 13 de outubro.