O traficante de droga brasileiro que tentou fugir da Prisão Gabriel Ferreira Castilho, no Rio de Janeiro, disfarçado de mulher foi esta terça-feira encontrado morto na sua cela, noticiou o jornal Extra da Globo. Clauvino da Silva, também conhecido por “Baixinho”, ter-se-á enforcado com um lençol, de acordo com as informações da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) ao G1.

Os bombeiros e a Proteção Civil foram chamados de imediato ao local e já foi instaurado um inquérito para apurar as circunstâncias desta morte. Depois de ter tentado fugir com as roupas da filha, Clauvino, foi colocado em isolamento e estava condenado a uma pena de quase 100 anos. O homem de 42 anos foi apanhado no sábado pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária com uma máscara de silicone, peruca, óculos e a roupa que a filha lhe deve ter passado na última visita na cadeia e tinha sido transferido para uma cadeia de alta segurança, a Laércio da Costa Pelegrino, também no Rio de Janeiro, para ficar em isolamento pelo menos durante 10 dias.

O plano era o seguinte: quando saísse da cadeia, Clauvino recolheria o cartão de visita que a filha havia deixado na portaria. Ana Gabriele sairia mais tarde e, no momento de recolher o cartão de visita, alegaria que os funcionários tinham perdido o documento.

Esta não era a primeira vez que Clauvino da Silva tentava fugir da cadeia. Em fevereiro de 2013, “Baixinho” foi um dos 31 presos que tentaram escapar pelo esgoto do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Rio de Janeiro. Conseguiu sair da cadeia, mas foi apanhado na rua pouco tempo depois. No mês seguinte foi detido enquanto tentava invadir o Morro da Fortaleza. No cadastro, Clauvino da Silva já acumula uma pena de 73 anos e 10 meses de prisão.