O Paquistão expulsou esta quarta-feira o embaixador indiano e suspendeu o comércio bilateral na sequência revogação da autonomia constitucional de Caxemira por Nova Deli, anunciou o governo paquistanês.

“O primeiro-ministro pediu a ativação de todos os canais diplomáticos para expor o brutal regime fascista indiano”, disse em comunicado o gabinete do Presidente paquistanês, Imran Khan, sublinhando que as primeiras medidas são “reduzir as relações diplomáticas com a Índia” e “suspender o comércio bilateral”.

A decisão foi tomada numa reunião do Conselho de Segurança Nacional (CSN), presidida por Imran Khan e com a presença das autoridades militares e governamentais, incluindo o chefe do Exército, general Qamar Javed Bajwa, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Shah Mahmood Qureshi.