Rádio Observador

Benfica

Vieira vai levar taça da Reconquista a Cabo Verde e adeptos prometem receção apoteótica

Em setembro, o Benfica vai inaugurar no país africano a Casa do clube na Praia. O presidente encarnado vai estar presente na cerimónia acompanhado de Luisão e prometeu levar o troféu.

ANTÓNIO COTRIM/LUSA

O presidente do Benfica vai levar a taça da Reconquista do campeonato de futebol a Cabo Verde, onde, em 7 de setembro, inaugura a Casa do clube na Praia, e os adeptos prometem uma receção apoteótica ao dirigente.

A garantia foi dada esta quarta-feira pelo presidente da Casa do Benfica na cidade da Praia, Lumumba Barbosa, em conferência de imprensa para apresentar oficialmente o programa da visita de Luís Filipe Vieira a Cabo Verde.

A comitiva benfiquista integra 13 pessoas, entre elas Luisão, ex-capitão da equipa de futebol, o vice-presidente Domingos Almeida Lima, o coordenador das Casas do Benfica, Jorge Jacinto, e o assessor da direção Ricardo Maia.

O líder dos campeões nacionais portugueses aterra na capital cabo-verdiana ao início da tarde de sexta-feira (6 de setembro) e terá uma “receção apoteótica” no aeroporto por parte dos adeptos do clube, segundo Lumumba Barbosa. De seguida, será organizado um desfile de carros desde o aeroporto até ao hotel onde Vieira vai ficar hospedado.

No mesmo dia, Luís Filipe Vieira será recebido pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, e pelo presidente da Câmara Municipal da Praia, Óscar Santos.

O dia 7 de setembro começa cedo, com uma palestra na Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), ministrada por Luisão, seguida de muitas atividades no largo Eusébio, em Achada de Santo Antão, que vão culminar com a inauguração da Casa do Benfica na Cidade da Praia, a 251.ª do clube.

A inauguração vai contar com a presença do primeiro-ministro cabo-verdiano, que também esteve no ato de abertura da casa, em junho do ano passado, tal como o antigo jogador Pedro Mantorras.

Luís Filipe Vieira vai levar a taça da ‘Reconquista’ do último campeonato conquistado pelo Benfica, que está a rodar o mundo, tendo passado pelos Estados Unidos e neste momento está a ser mostrada nas casas do clube em Portugal.

Lumumba Barbosa recordou que a última visita de Vieira a Cabo Verde foi “uma das maiores receções” que já se fez no país a uma figura, e que os benfiquistas querem manter o nível, ainda agora que têm uma casa oficial.

Sentimo-nos muito gratos e honrados por esta visita e por o valor que o Benfica dá aos cabo-verdianos e aos benfiquistas de Cabo Verde”, salientou o presidente da Casa do Benfica, que já conta cerca de 500 sócios.

Vieira vai terminar a sua estada em Cabo Verde no dia 8 de setembro, com uma visita ao clube Os Travadores, a sexta delegação do Benfica. Lumumba Barbosa disse que a visita poderá ser um momento para o clube da Luz relançar as relações com a equipa da capital cabo-verdiana.

“Essa sugestão da visita aos Travadores partiu do Benfica e creio que poderá ser importante para o retomar deste relacionamento, porque os Travadores está ligado à história do Benfica”, afirmou.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)