Um avião aterrou esta quinta-feira de emergência num campo de milho junto a um dos aeroportos de Moscovo, na Rússia, depois de colidir com um bando de pássaros enquanto descolava do do aeroporto Zhukovsky, em Moscovo. Há pelo menos 23 feridos, incluindo nove crianças.

O avião de passageiros A321 pertence à Ural Airlines e transportava 226 passageiros e uma tripulação de sete pessoas. Depois da colisão com os pássaros, os motores do avião começaram a falhar e o piloto fez uma aterragem de emergência num campo de milho, a cerca de um quilómetro do aeroporto.

Os 23 feridos já foram hospitalizados e as autoridades já abriram um inquérito ao acidente. Um passageiro que não se quis identificar disse a uma televisão estatal que o avião começou a abanar de forma violenta pouco depois da descolagem. “Cinco segundos depois, as luzes na parte direita do avião começaram a piscar e cheirava a queimado. Depois, aterramos e toda a gente começou a fugir”, explicou, citado pela agência Reuters.

Os meios de comunicação locais, como o Komsomolskaya Pravda, estão a tratar o piloto como um “herói”, por ter salvado 223 pessoas, “conseguindo magistralmente aterrar o avião sem o seu trem de pouso num campo de milho”. Nas redes sociais começam a surgir vídeos do avião no meio do campo de milho, sendo possível ver o rasto deixado pela violência da aterragem.

O voo tinha como destino a cidade de Simferopol, na Crimeia. Há também um vídeo do momento em que o avião aterra de emergência, filmado por alguém que lá estava dentro.