A Volkswagen continua a tentar provar a mais-valia dos modelos eléctricos. Depois de Pikes Peak e de Nürburgring, os alemães rumam à província de Hunan, na China, onde nasceu Mao Tsé-Tung. O berço do líder comunista é conhecido por ser uma região montanhosa, coberta por árvores e com uma estrada incrível que conduz a uma ainda mais inacreditável “Porta para o Céu”.

A Porta para o Céu é, na realidade, um arco em pedra, um orifício na montanha com 131,5 metros de altura, a que se acede depois de subir 999 degraus com 45º de inclinação. Para lá chegar, é necessário fazer outro tipo de escalada. Desta vez através de uma estrada, com 99 curvas, algumas das quais são tão apertadas que têm um raio de somente 6 metros.

A estrada na montanha de Tianmen, conhecida como a Estrada do Dragão, tem 11,3 km e apresenta-se como o próximo desafio da Volkswagen. O fabricante alemão pretende subi-la com o seu ID.R. Ao contrário do que aconteceu em Pikes Peak, onde o ID.R venceu a prova e tornou-se o carro mais rápido entre os veículos eléctricos e à geral, o que inclui os modelos equipados com motor de combustão, como o anterior recordista (o Peugeot 208 T16 conduzido por Sébastien Loeb), este recorde não terá grande significado prático, mas apenas de marketing. Um pouco à semelhança do que já tinha acontecido em Nürburgring.

O piloto de serviço vai continuar a ser Romain Dumas, mas o ID.R sofreu algumas alterações para se adaptar a uma estrada em que há curvas – a maioria ‘ganchos’ – a cada 100 metros. A Volkswagen vai tentar estabelecer um recorde na Estrada do Dragão a 2 de Setembro, pelo que poderemos esperar um vídeo com imagens que prometem ficar na memória.