Rádio Observador

Galp

Galp à procura de ideias na mobilidade elétrica e renováveis na Califórnia

A Galp vai participar no Global Summit da Singularity University, em São Francisco, com olhos postos em novas ideias e áreas alternativas à exploração de petróleo.

MARIO CRUZ/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A Galp vai participar no Global Summit da Singularity University, em São Francisco, com olhos postos em novas ideias e áreas alternativas à exploração de petróleo, disse à Lusa o responsável da empresa Nuno Pedras.

O objetivo é “ver o que existe em termos de mobilidade elétrica, energias renováveis, como estão a abordar os temas das economias de baixo carbono e ver se nessa vertente também existem coisas que possam ser relevantes para a Galp”, explicou o responsável pela área das tecnologias (CIO).

“Esta indústria é muito conservadora, e há pouco anos apenas começaram a ver que não era intocável e que as coisas vão sofrer grandes alterações”, afirmou. “A discussão sobre a mobilidade elétrica e as economias de baixo carbono estão em voga”.

O Global Summit decorre de 19 a 21 de agosto e é o evento anual da Singularity University, uma escola de inovação criada em Silicon Valley pelos futuristas Ray Kurzweil e Peter Diamandis que se foca nas tecnologias exponenciais e tem vários ‘chapters’ espalhados pelo mundo, incluindo Portugal.

“Aquilo que a Galp e a maioria dos concorrentes estão a olhar é como podemos ter um portefólio de produtos e serviços que seja maior do que aquilo que temos”, afirmou Nuno Pedras, acrescentando: “Isto não vai ser de hoje para amanhã nem daqui a cinco ou dez anos, mas vai haver uma aceleração do investimento na mobilidade elétrica”.

Segundo o executivo, a empresa “está a querer investir” e tem uma administradora nova focada nas energias renováveis e novos modelos de negócio, Susana Quinta-Plaza. “Temos de nos preparar para o futuro e pensar em novos modelos de negócio”, indicou.

“As coisas não surjem de um dia para o outro e há sempre a possibilidade de fracasso. Temos de ter tempo para fracassar, para testar novos modelos e conseguir acertar”, referiu.

O responsável ressalvou, no entanto, que a Galp vai continuar a investir para ampliar o portefólio “e não pensando que algo vai desaparecer de imediato”, porque manterá investimentos fortes também nas outras áreas.

No evento em São Francisco, Nuno Pedras pretende trabalhar em novas parcerias e procurar empresas com as quais possa ser feita a alavancagem de inovações incorporando o legado existente.

“Nós temos definida uma estratégia de ‘analytics’ e estou interessado em ver dentro dela quais são os parceiros e o que se está a fazer de melhor por aí fora”, referiu.

A ideia é “ter exposição a essas novas tecnologias, novos possíveis parceiros, muito na vertente de ‘startups’ ou empresas de nicho para resolver problemas concretos que possamos ter”.

O CIO explicou ainda que “existe uma abertura” para investimentos nos Estados Unidos, com “compra de empresas, parcerias”, porque se trata de um mercado que lhes interessa.

A energética vai ter um ‘Chief Data Officer’ e está a olhar para ‘machine learning’ e ‘deep learning’, além de Internet das Coisas (IoT), que Nuno Pedras considerou ser “muito importante” porque permite recolher dados de todo o tipo de sensores nas refinarias.

“Nós estamos numa senda de mudança e transformação com agressividade, não queremos ser seguidores, queremos ser uma empresa de referência, tanto do ponto de vista energético como tecnológico”, afirmou.

A Galp é uma das parceiras corporativas da SingularityU Portugal, que foi criada em 2018 através de uma ‘joint venture’ entre a Beta-i, cidade de Cascais e Nova School of Business and Economics (Nova SBE).

O Global Summit tem uma comitiva portuguesa coordenada pela Beta-i que inclui a Ageas e Semapa, além da Galp.

A SingularityU Portugal fez o primeiro encontro nacional a 8 e 9 de outubro de 2018.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PSD

Rui Rio precisa do eleitorado de direita /premium

João Marques de Almeida
327

O eleitorado de direita deve obrigar Rui Rio a comprometer-se que não ajudará o futuro governo socialista a avançar com a regionalização e a enfraquecer o Ministério Público. No mínimo, isto.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)