A PSP da Amadora deteve um casal suspeito de manter as filhas gémeas, de 10 anos, presas numa garagem e expostas a violência física e psicológica, anunciou esta segunda-feira o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis).

Em comunicado, o Cometlis refere que as duas crianças viviam em condições “deploráveis e sem salubridade”, no interior de uma garagem, que “andavam malvestidas, que não iam à escola e que presenciavam agressões físicas e psicológicas entre os pais”.

Na sequência de uma investigação policial, as autoridades detiveram, na passada quarta-feira, os pais das crianças, com 51 e 34 anos, por suspeita de dois crimes de violência doméstica.

Segundo adiantou fonte policial à agência Lusa, a família residia na freguesia de Águas Livres, no concelho da Amadora, distrito de Lisboa.

A mesma fonte referiu que foi desenvolvida “uma intervenção urgente” por parte do EMAT (Equipas Multidisciplinares de Apoio Técnico aos Tribunais), assim que tiveram conhecimento desta situação.

Entretanto, as duas crianças foram retiradas de casa e acolhidas numa residência de acolhimento temporário.

O casal foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal da Amadora, para primeiro interrogatório judicial, tendo ficado sujeitos a uma medida de coação não privativa de liberdade, com privação de contactos com as vítimas.

(Artigo atualizado às 17h17)