O francês Alain Giresse deixou o cargo de selecionador de futebol da Tunísia, após ter estado apenas oito meses no comando técnico, comunicou esta quarta-feira a federação daquele país.

Através de um comunicado, a federação tunisina não revela as razões nem quem irá suceder a Alain Giresse, explicando apenas que foi uma decisão “bilateral”.

Além ter orientado a Tunísia, tendo alcançado as meias-finais da Taça das Nações Africanas (CAN), em 2019, o treinador francês liderou também as seleções do Mali e do Senegal.