O British Museum, em Londres, vai transferir centenas de milhares de artefactos guardados em diferentes edifícios da capital inglesa para o novo centro que abrirá portas ao público em Berkshire, no sul de Inglaterra, em 2023. A direção do espaço museológico londrino espera que esta mudança facilite o acesso por parte do público a alguns dos objetos históricos mais importantes do Reino Unido.

Entre os objetos que terão um lugar na nova casa — o British Museum Archaeological Research Collection, um projeto que custará 70 milhões de euros, dos quais apenas uma parte, 55 milhões, será paga pelo Estado –, contam-se, segundo noticiou o The Art Newspaper, uma escultura romana de um fauno e uma ninfa e uma imagem de Ganesha, esculpida por volta do ano 750 a.C., na Índia.

O British tem atualmente em exposição cerca de 80 mil artefactos, o que corresponde apenas a 1% do seu espólio. Este encontra-se guardado em vários locais da cidade de Londres, nomeadamente na Blythe House, na zona oeste da cidade, que será vendida por 55 milhões de euros, valor que será usado para ajudar a pagar a construção em Berkshire. O restante valor será doado por privados.

De acordo com o The Art Newspaper, a entrada no futuro centro, que terá 15,628 metros quadrados, será livre, mas será preciso marcar a visita com antecedência.