Um colombiano de 53 anos foi detido e ficou em prisão preventiva nesta quarta-feira, em Madrid, acusado de filmar vídeos por baixo das saias de mais de 550 mulheres — algumas menores — e publicá-los online, avançou a BBC.

O homem filmava com um telemóvel escondido no bolso exterior da mochila e chegou a publicar 283 vídeos em sites de porno, acumulando milhões de visualizações. Muitas das 555 vítimas – algumas delas menores de idade – foram alvo do acusado no metro de Madrid. O detido também praticava as ações em supermercados, chegando até a ir de encontro com as vítimas para conseguir imagens mais “claras”.

A Polícia Nacional espanhola estava a investigar o caso desde o verão passado, quando as publicações foram iniciadas, e fez a detenção em flagrante delito, enquanto era filmado mais um vídeo sob a saia de uma mulher no metro.

Numa publicação no Twitter, a força policial chegou a defini-lo como “um dos maiores predadores da privacidade das mulheres”. Foram apreendidos um compuador portátil e diversos discos rígidos com centenas de vídeos.

Em Espanha, upskirting (como é chamado o crime por filmar mulheres por baixa da saia) é considerado abuso sexual e os arguidos podem ser condenados a cumprir pena de prisão.