O Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, comprometeu-se esta quarta-feira a simplificar procedimentos para a entrada dos empresários russos em Moçambique.

“Vamos simplificar e facilitar [procedimentos] para garantir uma participação ativa, no âmbito da promoção de negócios e investimentos com a Rússia”, disse o chefe de Estado moçambicano, citado pelo canal privado STV.

Filipe Nyusi falava esta quarta-feira em Moscovo, durante o Fórum Empresarial Moçambique-Rússia, que juntou perto de 400 empresários russos e moçambicanos para debater oportunidades para o setor empresarial dos dois países. Além da defesa e segurança, entre as principais áreas em que os dois países querem reforçar a cooperação, destaca-se o setor do gás e petróleo, tendo em conta a experiência de Moscovo entre os maiores produtores mundiais.

“Para melhorar o intercâmbio económico [com a Rússia], continuaremos com ações para melhorar o nosso ambiente de Negócios”, frisou o chefe de Estado moçambicano.

Filipe Nyusi está na Rússia desde terça-feira para uma visita de trabalho de quatro dias, que surge a convite do Presidente russo, Vladimir Putin. O encontro entre os dois Presidentes está agendado para quinta-feira.

O chefe de Estado moçambicano integrou na sua comitiva os ministros da Defesa, Atanásio Mtumuke, e dos Recursos Minerais e Energia, Max Tonela, além das vice-ministras dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Maria Lucas, e da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional, Leda Hugo.

A Rússia elegeu 2019 como um ano de reforço das relações com África e está agendada uma cimeira, em outubro, entre Moscovo e os países africanos.