Se a saída de Bas Dost começou a ser desenhada na passada semana, foi quase confirmada no sábado, tornou-se complicada nos últimos dias com acusações entre Sporting e o empresário do jogador e algumas farpas lançadas pelo Eintracht Frankfurt e agora parece novamente encaminhada, a saída de Bruno Fernandes de Alvalade conheceu um capítulo importante com o fecho do mercado em Inglaterra. Com os clubes da Premier League, os principais interessados no médio português e também aqueles onde recaía o principal interesse do médio português, já impedidos de contratar, a ideia generalizada foi a de que o capitão leonino ficaria em Portugal mais uma temporada. Não só porque Tottenham e Manchester United, os líderes da corrida durante todo o verão, já estavam fora das contas, mas também porque o próprio Bruno Fernandes tinha como desejo mudar-se para Inglaterra. No resto dos países, porém, o mercado não fechou: e o efeito Jorge Mendes parece estar perto de fazer com que o jogador ainda seja reforço de um gigante europeu nesta janela de transferências.

Segundo o jornal espanhol As, o empresário está a servir de mediador entre o Sporting e vários clubes e terá proposto de forma direta a contratação de Bruno Fernandes ao Real Madrid, clube com o qual mantém relações altamente privilegiadas. Jorge Mendes terá garantido aos merengues que o médio está no mercado por 70 milhões de euros — valor considerado inegociável — e que, em caso de surgir mais do que uma proposta, o clube espanhol teria vantagem nas negociações. Esta não é a primeira vez, contudo, que Bruno Fernandes surge associado ao Real Madrid: no início de agosto, quando o mercado ainda estava aberto na Premier League, o Record adiantou que o conjunto orientado por Zidane estava interessado na contratação do médio e que Jorge Mendes, novamente, seria uma peça importante nas conversações.

O interesse do Real Madrid em Eriksen e Pogba pode dificultar a ida de Bruno Fernandes para a capital espanhola

Ainda assim, e sendo praticamente certo que o interesse do Real Madrid existe, a ida do internacional português para o Santiago Bernabéu está condicionada por outras contratações tidas como prioritárias por Florentino Pérez e pela cúpula merengue. Desde logo, Paul Pogba, o francês do Manchester United que é um desejo antigo não só do clube como do próprio Zidane e que já deixou praticamente claro que quer trocar Inglaterra por Espanha. Depois, e caso o negócio Pogba acabe por não se confirmar, o Real já perguntou há muito por Eriksen, o dinamarquês do Tottenham que é vital para Mauricio Pochettino mas cuja saída representaria um encaixe financeiro importante para os spurs depois um verão em que apostaram forte no mercado (contrataram Ndombélé, Lo Celso e Sessegnon). Além de Pogba e Eriksen, também uma eventual chegada de Neymar colocaria em causa a transferência de Bruno Fernandes: neste caso, não por ocupar a posição do jogador português dentro de campo, mas por representar um enorme investimento por parte dos merengues que obrigaria a uma contenção adicional noutros dossiês.

As dificuldades no processo de saída de Bruno Fernandes do Sporting — ou a própria inexistência de uma saída — mereceram comentários até de Cristiano Ronaldo. Na longa entrevista que concedeu à TVI, o capitão da Seleção Nacional estava a abordar a qualidade na nova geração portuguesa, com João Félix, Bernardo Silva e Bruno Fernandes à cabeça, quando defendeu que “ninguém percebe” porque é que o médio “não sai” de Alvalade. Noutra pasta que os leões têm ainda por resolver, Bas Dost esteve esta quinta-feira em Alcochete (depois de ter sido dispensado do treino de quarta-feira), tomou o pequeno-almoço com o plantel, conversou com Marcel Keizer e limitou-se a cumprir trabalho de ginásio, sem pisar o relvado da Academia. O avançado holandês, que na semana passada já não esteve nos convocados para o jogo com o Sp. Braga, não deve entrar nas contas da visita ao Portimonense e aguarda ainda a resolução do futuro, depois de dias de atrasos e recuos numa ida para o Eintracht Frankfurt que no sábado parecia estar totalmente acertada.