Rádio Observador

Primeira Liga NOS

Boavista quer “fazer o sétimo jogo consecutivo a pontuar” para o campeonato

O Boavista recebe o Paços de Ferreira no sábado, na terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, e o seu objetivo é "fazer o sétimo jogo consecutivo a pontuar" para o campeonato.

ESTELA SILVA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Boavista recebe o Paços de Ferreira no sábado, na terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol, e o seu objetivo é “fazer o sétimo jogo consecutivo a pontuar” para o campeonato, disse esta sexta-feira o seu treinador.

Lito Vidigal aludiu, uma vez mais, ao “bom momento” que a equipa viveu na ponta final da época passada, com quatro vitórias consecutivas, e agora pretende dar-lhe continuidade.

O Boavista leva uma vitória (2-1 ao Desportivo das Aves) e um empate (1-1 com o Vitória de Guimarães) na Liga e o Paços de Ferreira segue com duas derrotas e no último lugar da classificação, mas Lito Vidigal espera “um jogo difícil e competitivo”.

Lito Vidigal gostou da atitude que a equipa mostrou diante do Vitória de Guimarães, na ronda anterior, em que não baixou os braços e logrou empatar já perto do fim.

“Houve uma boa reação, numa desistimos e saímos premiados pela mentalidade competitiva”, assinalou, após ser instado a dizer se tinha apreciado mais a exibição diante do Aves ou perante os vimaranenses.

Questionado sobre se espera um Boavista ainda melhor com os pacenses, o treinador respondeu que isso é que todos esperam.

“Cada jogo tem a sua história e nós queremos fazer parte da história de cada jogo vencendo. O nosso objetivo é vencer sempre, mas o mais importante é sermos competitivos e termos mentalidade certa com intenção de vencer. Se jogarmos com essa atitude, a probabilidade ganharmos é sempre maior”, acrescentou.

Lito Vidigal não faz prognósticos quanto ao que poderá ser o encontro com o Paços de Ferreira, afirmando que tenta passar para os jogadores a ideia da importância do jogo. “Queremos muito vencer, mas com inteligência, organização, solidariedade e sentido coletivo”, referiu.

O técnico destacou ainda a importância do apoio dos adeptos e considerou natural que queiram que o Boavista ganhe e faça os pontos necessários para que se desloquem ao Estádio do Bessa desfrutar um pouco mais e sem pressão.

“É importante que haja solidariedade e respeito entre os jogadores e os adeptos, porque isso dá-nos maior possibilidade de vencer”, apontou, para mais à frente destacar também que o Boavista ambiciona este ano “fazer pontos suficientes para não sofrer tanto no final da época”.

O treinador adiantou que o guarda-redes Helton Leite tem “superado todas as expectativas” na sua recuperação da grave lesão sofrida num joelho ainda da temporada passada.

O Boavista, terceiro classificado, com quatro pontos, e o Paços de Ferreira, 18.º, sem pontos, defrontam-se no sábado, às 21h30.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)